Nome da
Editorial

Edição 01 - Ano I - Julho/Setembro 2005 - ISSN 1809-2888
A Doutrina Social da Igreja
01/07/2005

Ciberteologia acaba de levar ao ar seu novo número. Continuamos decididos a prestar nossa colaboração a fim de que o pensamento teológico encontre seu lugar na era da informação e não fique a reboque das novas técnicas cibernéticas.

Esta edição destaca a celebração do quadragésimo aniversário de conclusão do Concílio Ecumênico Vaticano II. Traz alguns estudos que procuram destacar o impacto, a recepção e os frutos que continuam a brotar na Igreja universal desde que o papa João XXIII teve a feliz intuição de convocar a Igreja para o “aggiornamento”.

Na seção de Artigos trazemos uma revisão primorosa daqueles acontecimentos, oferecida pelo prof. Ney de Souza, que ajuda-nos a retomar o Contexto e desenvolvimento histórico do Concílio Vaticano II.

Igualmente oportuno é o trabalho de José Oscar Beozzo, que analisa o Vaticano II e as transformações culturais na América Latina e no Caribe. O texto é fruto de um amplo projeto de estudo do Vaticano II proposto pela Universidade de Tübingen, na Alemanha e que aconteceu em Stuttgart no final da década de 90. Permanecia ainda inédito. O autor oferece-nos aqui a versão integral do estudo (uma versão mais sucinta acaba de sair pela revista “Religião & Cultura”, da PUC/SP), que estará disponível para os ciberleitores a partir da 1ª semana de novembro.

Também merece destaque o artigo do teólogo e atual presidente da ASETT (Associação de Teólogas e Teólogos do Terceiro Mundo) Diego Irarrazával, que nos oferece o texto Evangelio inculturado y universal, especialmente escrito para Ciberteologia. O autor salienta a delicadíssima proposta de evangelizar a partir de nossas culturas e sem exclusão de nenhuma ordem.

Completando o bloco de Artigos inéditos, Julio Fontana escreve um atualizado comentário bíblico acerca dos milagres de Jesus.

Na seção de Comunicações, trazemos dois estudos: O que a tentação de Adão significa para nós hoje?, também redigido por J. Fontana, e Atitude cristã frente aos conflitos humanos, do biblista João Luiz Correia Jr. Compõem também a seção uma reflexão sobre O Cristianismo Pentecostal, de João Décio Passos, e a crônica Criados para trabalhar?, de Afonso M. L. Soares, sobre a concepção de trabalho nas religiões.

Recordamos ao leitor que a revista está modelada de forma a aproveitar ao máximo os recursos desta mídia; assim, o número atual será paulatinamente entregue ao público, à medida que os textos vão sendo selecionados e editados. Novos textos e resenhas irão ao ar nas próximas semanas. Fique atento.

Aproveite também para rever ou fazer download dos textos dos números anteriores, além de manter-se atualizado sobre todo tipo de informação referente ao dia-a-dia da Editora: lançamentos, obras no prelo, etc.

Enfim, usufrua à vontade de nossa Biblioteca Teológica Digital, boas pesquisas e uma ótima ciberleitura! 

Afonso Maria Ligorio Soares (Redator)

  • Artigos
    01/07/2005

    O artigo mostra como as tradições da Sagrada Escritura apresentam um modelo de Deus e de salvação do ser humano intrinsecamente ligado à figura da criança. Ou seja: as questões do poder benévolo de Deus e da liberdade do homem passam pelo respeito aos seres humanos de pouca idade, como se longe dos “baixinhos” e dos bebês não existisse um futuro bom para ninguém.

    01/07/2005

    Neste artigo começaremos por refletir sobre os direitos humanos, em que se funda imediatamente todo o edifício jurídico nos dias de hoje, para, em seguida, entender os princípios como delineamento das características do agir cristão, comentar a sua enumeração no CDSI e concluir com o Compêndio sobre a civilização do amor.

  • Resenha
    01/07/2005

    BROWN, Raymond Edward. Introdução ao Novo Testamento, trad. Paulo F. Valério. São Paulo: Paulinas, 2004 – Coleção Bíblia e História. Série Maior, 1135 pp.

    01/07/2005

    SCHROER, Silvia e STAUBLI, Thomas. Simbolismo do corpo na Bíblia, Tradução de Paulo Ferreira Valério. Paulinas, São Paulo 2003, 307 p. – ISBN 85.356.1004-9.

  • Notas
    01/07/2005

    O termo espiritualidade, como resumiu, aparece na literatura latina cristã no decurso do século V, traduzindo, porém, o grego pneumatiké, ou seja, no seu significado pneumatológico, exprimindo uma vida no Espírito Santo em nós.

    01/07/2005

    A forma com que Jesus escolheu para se relacionar com seus seguidores mais próximos foi o discipulado. A retórica religiosa do cristianismo moderno, na maioria das vezes, nos leva a usar a palavra “discípulo” de forma um tanto vaga. No esforço de se mostrar pertinente, a oratória de púlpito e os devaneios teológicos tendem a empregar o termo “discípulo” em tantos significados ou em sentidos tão amplos quanto possíveis.

    01/07/2005

    Há quem diga que a violência atual seja resultado do niilismo ético de nossa cultura contemporânea, que faz com que a barbárie adentre os muros da civilização e se estabeleça entre os próprios responsáveis pelo destino de nossa história. Entretanto, como já vimos, em todos os grandes sistemas religiosos podem ser percebidas relações perigosas entre os cultos religiosos e o culto à violência

    01/07/2005

    A institucionalização da experiência religiosa, porém, não depende exclusivamente de variáveis endógenas, isto é, internas à Religião, mas também de outras exógenas, ou seja, está em relação com as mudanças em curso na sociedade global.

    01/07/2005

    O Salmo 22 é uma das orações de Israel que parece contrariar certas ideias pré-concebidas sobre Deus e sobre o ser humano. Sobre Deus porque – onipotente e bondoso – permanece demasiado silencioso diante da dor, colocando seu amigo “no pó da morte” antes de lhe responder. Sobre o ser humano – imagem do bom Deus – porque pode revelar-se uma besta selvagem para seu irmão!