Nome da
Editorial

Edição 11 - Ano III - Maio/Junho 2007 - ISSN 1809-2888
V Conferência Geral do Episcopado latino-americano e caribenho
01/05/2007

Eis a 11ª edição de Ciberteologia, que entra na rede no clima da V Conferência Geral do Episcopado latino-americano e caribenho, em Aparecida-SP, Brasil. Continua no ar a seção Rumo à V Conferência, na qual Ciberteologia coloca à disposição uma série de artigos e informações a respeito da V Conferência. Novos textos estarão disponíveis ao longo deste mês, procurando, na medida do possível, interagir com os acontecimentos de Aparecida.

Também damos sequência ao Dossiê Jon Sobrino. Há 2 meses, foi publicada a Notificação da Congregação para a Doutrina da Fé referente a duas obras do teólogo Jon Sobrino-SJ, que vive em El Salvador. É importante salientar que a Notificação não toma nenhuma medida para silenciá-lo, ou para evitar que suas obras sejam lidas ou adotadas nas escolas católicas. No entanto, devido à relevância do episódio e à repercussão que obteve mundialmente, Ciberteologia decidiu manter este espaço para continuar reproduzindo as principais reações, artigos e comentários que vêm circulando na mídia. Nosso intuito é principalmente o de informar, oferecendo-nos também como fórum de debates sobre o caso e suas consequências para a Igreja presente na América Latina e Caribe.

Quanto aos Artigos desta edição, a maioria relaciona-se com a Escatologia e os tradicionais Novíssimos. O primeiro deles é Cidadãos do Céu, de Cláudio Bollini. A esperança no “além” é o segundo, de Sebastián Politi. Segue-o Antecipação do além, de Federico Revilla. E depois, de J.L. Segundo, A presença ou ausência do imaginário infernal. Todos se propõem a uma revisão dos parâmetros costumeiros da fé cristã em torno desses temas.

O último artigo é a parte final do texto de Giuseppe Barbaglio, Curandeiro em um mundo de curandeiros. Nesta continuação do artigo, o Autor prossegue em sua análise da ação taumatúrgica de Jesus nas diversas fontes cristãs que a atestam, de Marcos e a fonte Q até as tradições próprias de Mateus e Lucas e um dito do Evangelho de Tomé.

Na seção Comunicação, oferecemos três estudos. De Raymond E. Brown, a segunda parte do texto A concepção virginal nas narrativas da infância de Jesus. Em seguida, o denso texto de Wolfhart Pannenberg, Teologia e filosofia hoje, cujo livro será proximamente lançado no Brasil. Por fim, de Edgard Faya, algumas Questões ao texto Os enganos sobre o sagrado, em que o articulista propõe-se a uma leitura crítica do citado ensaio de Frank Usarski, publicado no livro Constituintes da ciência da religião (Paulinas, 2006). Completam o número também as já conhecidas Resenhas.

Está entregue a décima primeira edição de Ciberteologia. Renovamos o convite a pesquisadores e autores com escritos originais afins com o nosso projeto editorial: podem enviar-nos seus trabalhos (artigos, notas, resenhas), desde que atendam a nossas normas de publicação.

Aproveitamos para agradecer aos articulistas deste número por sua generosa colaboração.

  • Artigos
    01/06/2007

    No presente artigo, nenhum dogma oferece tanta dificuldade ao homem de hoje como o da existência do inferno. Para os não-crentes é motivo de escândalo e zombaria. Para os crentes, de ceticismo e repulsa.

    01/06/2007

    O artigo apresenta: A escatologia bíblica é principalmente coletiva: trata da esperança comum a todo um povo, o povo de Deus. Porém, é preciso levar em conta também uma escatologia pessoal: o que acontecerá comigo depois da morte?

    01/06/2007

    No presente artigo, temos que aguardar a ocasião da passagem para poder gozar do além? Essa é a regra geral. Sem dúvida, existem exceções para alguns indivíduos, a quem lhes é permitido experimentar antecipadamente o além...

    01/06/2007

    No presente artigo, a palavra “Inferno”, como contrária ao “Céu”, aparece na Bíblia com um conteúdo muito claro; mas é somente ao final do Antigo Testamento que ambos constituem o destino de cada ser humano depois de sua morte e de acordo com a conduta que tenha tido na terra.

    01/06/2007

    Nesta continuação do artigo, o autor analisa a ação taumatúrgica de Jesus nas diversas fontes cristãs, procurando levantar elementos que nos ajudem a saber como o próprio Jesus entendeu suas curas e seus exorcismos.

  • Resenha
    01/06/2007

    São muitas as razões pelas quais a teologia tende a relegar para segundo plano a reflexão sobre Deus. Vão desde as dificuldades epistemológicas da existência e das “nominações” clássicas de Deus, de natureza metafísica, até o relativismo reinante na análise do fenômeno religioso...

    01/06/2007

    Será que devemos afirmar que Deus existe? Será que o podemos? Será que nós sabemos como fazê-lo? Como afirmar a existência do Eterno se somos gente encarnada na temporalidade?

    01/06/2007

    Resenha da obra: HAUGHT, James A. Perseguições religiosas, trad. Bete Torii, Rio de Janeiro: Ediouro, 2003, 215 pp.

  • Notas
    01/06/2007

    O autor analisa o tema da concepção virginal sob dois aspectos: o debate sobre a historicidade e as observações sobre a relação da concepção virginal com a cristologia.

    01/06/2007

    A compreensão do ser humano tornou-se fundamental a partir do momento em que a religião cristã perdeu sua validade óbvia como fundamento da consciência cultural e da sociedade em decorrência da divisão da cristandade ocidental por motivo de fé...

    01/06/2007

    O autor levanta questões ao texto “Os enganos sobre o sagrado: uma síntese da crítica ao ramo ‘clássico’ da fenomenologia da religião e seus conceitos-chave”, que foi publicado como um dos capítulos do livro Constituintes da ciência da religião, do prof. Frank Usarski.