Nome da
NOTAS

Edição 58 - Ano XIV - Maio/Dezembro 2018 - ISSN 1809-2888
A Santa de Aparecida e o contexto histórico em que foi encontrada
30/05/2018

Os fatos aqui comentados não seguem uma ordem cronológica de acontecimentos. São fatos, porém, que mostram como as autoridades eclesiásticas se ocuparam da Santa de Aparecida. Primeiro, para reforçar a tendência religiosa devocional de uma realidade humana que ainda não podia considerar-se povo e buscava sua identidade cultural. Segundo, para dar uma dimensão universal às expressões da fé que lhes daria sentido a um tipo de vida de colonizados e escravos, sistema a que eram submetidos pela coroa de Portugal, ou melhor dizendo, pela Península Ibérica.

As autoridades civis, a política da época e até mesmo os militares mais tarde, serviam-se desta devoção popular para interesses outros que não aqueles buscados pela fé do povo daquele tempo. A situação em que as Capitanias e as Províncias dos séculos XVII e XVIII viviam era favorecida pela geografia do lugar, mas de modo especial pela ganância das riquezas aqui encontradas.

Os primeiros vagidos históricos da independência do Brasil se encontram presentes no conflito chamado Guerra dos Emboabas[2] que se dá nos anos 1708-1709 ocorrida nas Minas Gerais. Este conflito é considerado uma luta sem quartel porque a disputa se deu entre a Capitania de São Paulo e a de Minas do Ouro, que era a Capitania da coroa mas logo foi integrada à Capitania de São Paulo.

Com este fato, juntaram-se as duas Capitanias para exigir da coroa de Portugal mais concessões com a finalidade de abraçar a Bahia e outros Estados a aderirem na conquista pelo Ouro, pelo Café e pela criação de gado vacum.[3]

A estes conflitos chamados de guerra sem quartel seguem-se a Guerra dos Mascates em 1711 no nordeste de Pernambuco, a Revolta de Vila Rica em 1720 entre paulistas e os forasteiros chamados de emboabas; e em 1720 a 1735 temos o Levante do Terço Velho na Bahia, corporação da tropa de soldados que reivindicavam melhores salários. Deve-se levar em conta também os pequenos e grandes conflitos das outras cidades das demais províncias que compunham o Brasil daquela época.

É nesse contexto que se dá o conhecido e celebrado fato histórico do “milagroso” encontro de uma imagem pescada em dois pedaços na rede de humildes pescadores escravizados ao fatigante trabalho da pesca mesmo em tempo não sazonal.
[2] Cf. AA.VV. Sociedade Brasileira. Uma história através dos Movimentos Sociais. Rio de Janeiro: Record, 2001, p. 302. Há autores que defendem este nome como sendo um nome que dá a ideia de que emboaba é sinônimo de inimigo, estrangeiro ou forasteiro.
[3] Cf. AA.VV. Sociedade Brasileira, cit., pp. 300-305.

Continue lendo no PDF

Data de Recebimento: 15/05/2018
Data de Aprovação: 25/05/2018

Sobre o autor
Lina Boff
Lina Boff

Lina Boff é professora emérita da PUC-Rio, dá cursos em várias frentes da Teologia Sistemático-pastoral, Mariologia e Sobre o Espírito Santo em Lucas no Centro no Loyola de Fé e Cultura, Dioceses e Paróquias dos lugar...

Deixe o seu comentário
Editorial
05/05/2018

O número atual de Ciberteologia dedica-se de modo especial ao tema que propôs o titulo do editorial: Medellín e a realidade atual.

  • Artigos
    10/12/2018

    Um estilo bonapartista, claro que no jeitinho bem brasileiro, poderá ser a marca, do governo de Jair Bolsonaro. Seus assessores buscarão forjar a imagem que o consagrou nas urnas. O estilo militar de um homem de poucas palavras, parcos sorrisos, pouco senso reflexivo e de alguém que tem soluções para tudo e a todos...

    12/12/2018

    A reflexão investiga o possível significado atual dos ensinamentos da Conferência de Medellín. Para tanto, distingue, o carisma, o projeto e a tradição contidos no conjunto do evento eclesial. O exercício de discernimento da objetividade textual e do projeto emanados de Medellín se tornam indispensáveis para que se possa beber de seus ensinamentos nos dias de hoje.

    11/08/2018

    A Conferência de Medellín foi a rápida e criativa recepção do Vaticano II no continente latino-americano, onde a reflexão foi orientada para a busca da forma de presença mais intensa como bem diz o tema: A Igreja na atual transformação da América Latina, à luz do Concílio Vaticano II.

    06/08/2018

    Este artigo busca apresentar, refletir, atualizar e popularizar a temática dos relatórios sobre os Religios(VRC) e os Sacerdotes adscritos nas conclusões Finais da II Conferência Geral do Episcopado latino Americano. Para equacionar essa proposta será apresentado uma visão panorâmica sobre a celebração da Conferência e a elaboração de suas conclusões.

    10/05/2018

    O presente artigo visa apresentar como a atuação pastoral de Dom Paulo Arns na Arquidiocese de São Paulo (1970-1988) estava em sintonia com a mudança de concepção missiológica a partir do Concílio Vaticano II, que não se reduz a uma modernização do catolicismo, mas é fruto de uma hermenêutica de volta as fontes na qual se identifica a capacidade do Evangelho em ser moderno.

    16/11/2018

    A Teologia Comunicativa não é uma teologia de gabinete. Ao contrário, originou-se, há mais de 25 anos, da tentativa de Bernd Jochen Hilberath e Matthias Sharer de aplicarem o método de Interação Centrado em Temas da psicoterapeuta alemã Ruth Cohn em programas de formação teológica e educação continuada, atividades pastorais e educação religiosa nas escolas.

    20/06/2018

    Diante de uma dupla e consensual constatação de que a Igreja vive o necessário momento de renovação e que isso reivindica uma desafiadora fase de reformas, de ânimo novo e de um processo de saída, entende-se que a alternativa encontra-se no caminho da sinodalidade. Nele está contida a resposta para um novo e sistematizado momento da evangelização.

    01/12/2018

    O presente artigo apresenta uma reflexão inicial sobre o voto evangélico no candidato Jair Bolsonaro, eleito presidente da República. O texto interroga sobre as relações entre política e religião nesse caso concreto e apresenta os números das opções políticas evangélicas.

  • Resenhas
    15/12/2018

    Resenha: SORGE, Bartolomeu. Breve Curso de Doutrina Social. São Paulo: Paulinas, 2018.

  • Notas
    26/11/2018

    A intencionalidade deste breve artigo é abrir um diálogo com a tese de Doutorado de Célia Maria Ribeiro, intitulada O Espirito do Pastor: A espiritualidade inaciana no ministério do Papa Francisco. A tese oferece informações preciosas sobre a vida, o ministério e a espiritualidade que ilumina ministério petrino de Francisco.

    30/08/2018

    Na páscoa de 1955, morria em Nova York o jesuíta, Pe. Pierre Marie Joseph Teilhard de Chardin, com 74 anos. Incompreendido na esfera eclesiástica de seu tempo, tratado como um místico sonhador pelos meios científicos, é reconhecido na atualidade não só como um profeta da evolução, mas também como um dos pensadores mais avançados da comunidade cristã mundial, pois elaborou na primeira década do século XX as suas impressões sobre a concepção crística do cosmo...